Contatos:

e-mail: nov.jesusnazareno@servidoras.org

Telefones: (11)5977-9932
                 (11)5977-3408

  • White Facebook Icon

Nossa Senhora de Luján

Padroeira e Mãe das nossas vocações

A Imagem da Virgem de Luján

     Foi encomendada da Argentina uma imagem da Imaculada Conceição, que foi feita no Brasil, na cidade de São Paulo (Vale do Paraíba), e chegou ao porto de Buenos Aires ao final de março de 1630. Daí foi transportada em carroças junto às outras mercadorias e as tropas passaram a noite próximo às margens do Rio Luján. Na madrugada do dia seguinte, ao tentar prosseguir viagem, os bois não conseguiam mover as carroças, então começaram a descarregar toda a mercadoria, mas em vão. Quando retiram, por fim, uma caixa que continha a imagem da Virgem – sob o título da Imaculada Conceição – as carroças se movem. Os tropeiros entendem que aquele era um aviso do Céu, que lhes dizia que tal imagem deveria ficar ali, para ser venerada naquele lugar. E assim fizeram.

A Virgem de Luján e Nossa Família Religiosa

     Nossa Senhora de Luján tem uma íntima relação com nosso Família Religiosa, por ser nossa Patrona Oficial, a quem o Padre Buela confiou as vocações. Por isso, todo religioso do Verbo Encarnado deve ter um amor especialíssimo, peculiar à Virgem Maria, sob esse título: a Pura e Límpida Conceição de Luján. E foi assim que o Padre Buela decidiu mandar uma réplica da imagem original para todas nossas missões. Ela nos deu exemplo de missão, e através também de nossas missões ela foi missionar em todo o mundo.

     Esse patronato de Nossa Senhora sobre o Instituto é muito importante. É ela quem, por decisão de nossos superiores gerais e do Padre Buela e confirmado pela autoridade da Igreja, é nossa principal intercessora diante de Deus. É a Mãe que gera a vida, e gera vida em nossos Institutos.

   

     Ela também nos ensina a evangelizar a cultura, porque nos ensina a amar o próprio, e esse amor, se é verdadeiro e bom, nos faz estar abertos aos valores universais de todas as culturas.
 

    Ainda sendo Ela padroeira da Argentina, nós aprendemos a amá-La desde que a conhecemos. E sabendo que o Padre Buela, nosso fundador, rezava, quando jovem, pedindo a Nossa Senhora de Luján a graça de poder conduzir vocações para Deus, sentimos que também nós fomos gerados pela Virgem de Luján. E quando passa o tempo e entendemos essa providência na história, sentimos que somos realmente filhos Dela.

     A Virgem é modelo de missionária, de levar as almas a Deus. E para nós é modelo de religiosa, de Esposa fiel a Jesus Cristo, que sabe esperar em oração a seus filhos, as almas que Deus tem disposto a cada uma de nossas missionárias.